Roteiros

Caldas da Rainha em 2 dias – Escapadinha

Este fim-de-semana eu e Seni rumámos em direcção às Caldas da Rainha, eu não conhecia a região mas ela já era perita por aquelas bandas por isso estes dois dias ainda deram para explorar bem a zona e para tirar muitas fotos!!! Duas bloggers juntas são muito previsíveis certo? ahaha

A cidade é muito calma, perfeita para um fim-de-semana relaxado, porém como seria de esperar o movimento nesta época é um bocadinho maior, com as animações de rua e as actividades natalícias.

Para vos contextualizar um bocadinho… As Caldas da Rainha são conhecidas pelas suas cerâmicas, existe uma grande abundância de argila na região o que fez com que se desenvolvem-se numerosas fábricas de cerâmica e a localidade acabou por se transformar num dos principais produtores do país. Com principal destaque para as obras de Raphael Bordallo Pinheiro. Com o passar do tempo as Caldas também se destacaram na área da pintura e da escultura o que fez com que a cidade se transformasse num centro de artes plásticas. Como seria de esperar as peças de cerâmica também são um dos produtos principais que movimentam o comercio local.

Localização

Apenas a 90 Km de Lisboa, Caldas da Rainha é uma cidade situada na zona centro oeste de Portugal e pertence ao distrito de Leiria.

Onde ficar?

19 Tile – Nós ficámos no 19Tile e desde já adianto que adorámos! É um projecto recente, trata-se de uma Boutique House onde a estrela da decoração é a cerâmica, não fossem as Caldas da Rainha conhecidas por essa arte.
Situa-se perto da Praça da fruta, mesmo no centro da cidade. Dispõe de quartos para casal e quartos familiares, até 5 pessoas. Todos os quartos são assinados por diferentes artistas cerâmicos da cidade. Além da decoração muito bonita, única e típica o serviço também foi óptimo. (Brevemente post só sobre o espaço em pormenor)

Ao colocarem o meu código af6672b1 no final da reserva recebem 10% de desconto no Booking

19Tile – Sala de Refeições
19Tile – Quarto Ana Sobral

Onde Comer?

Afinidades – No sábado à noite jantámos no restaurante Afinidades e recomendo! O serviço foi especular, o staff foi muito simpático e atencioso. Situa-se mesmo ao lado do posto de turismo. A carta muda com as estações e foca-se em apresentar bons produtos tradicionais portugueses confeccionados de uma forma mais contemporânea. Eu optei pelo lombinho de porco lardeado, arroz selvagem e molho de cogumelos e gostei imenso. A carne era sem dúvida o ponto forte, estava muito boa. As sobremesas deixámos que escolhessem por nós e não ficámos arrependidas, acho que a foto abaixo fala por si!

Outras sugestões:

Maratona – Este está dividido em 2 espaços, Café/Esplanada e Restaurante. A primeiro zona destina-se mais a refeições ligeiras, cafetaria e doçaria. Enquanto que a zona de Restaurante destina-se mais a experiências gastronómicas e comida de autor . Uma dica, explorem as entradas!

Raízes – Situa-se no parque D.Carlos I e o espaço é lindo! Não cheguei a experimentar mas a Seni diz que o brunch é divinal, eu acredito na palavra dela, mas mesmo assim vou ter de voltar para ter a certeza! ahaha

Pachá – Não tivemos oportunidade de experimentar porque no sábado era feriado e estava fechado. Porém é um dos restaurantes mais recomendados da cidade e ficámos com imensa curiosidade! Dizem que as tapas são maravilhosas e que convém reservar porque o espaço é pequeno e está sempre cheio

Roteiro 2 Dias

Dia 1

  • Praça da Fruta
  • Parque D.Carlos I
  • Centro da cidade – Animação de Natal
  • Estátuas gigantes
  • Árvore de Natal e Mercado de Natal

O roteiro que vou partilhar com vocês não foi exactamente o que nós fizemos, mas depois de ter visitado a cidade achei que esta seria a melhor opção.
Assim que chegámos fomos recebidas pela Praça da Fruta que ainda estava a decorrer da parte da manhã. Todos os dias (à excepção do dia 1 de Janeiro) desde o século XV os produtores e vendedores da região encontram-se na Praça da Republica para vender as frutas e legumes da época.

Depois seguimos para o Parque D.Carlos I, para mim é um dos pontos mais bonitos da cidade, eu sou suspeita porque adoro parques. Na minha opinião as fotografias ficam sempre lindas por lá e com uma luz perfeita. Mas acho que neste caso é mesmo inquestionável e que a primeira fotografia do post fala por si, recomendo perderem-se um bocadinho por lá.

Dia 6 de Dezembro começa o mercado de Natal, por isso se aproveitaram para fazer uma visita nesta altura do ano podem passear pelo centro da cidade e apreciar a decoração, animação e iluminação do Natal das Caldas. Vai existir um comboio com percurso pelo centro histórico da cidade e também vão encontrar uma das Árvores de Natal maiores do País!!! Caso não visitem na época Natalícia aproveitem para fazer uma das muitas rotas disponíveis na aplicação ” City Guide” consoante os vossos gostos e interesses pessoais.  Ao longo das ruas também vão encontrar Peças Agigantadas que são uma representação da dinâmica cultural e criativa da comunidade.

Parque D.Carlos I
Parque D.Carlos I
Peças Agigantadas
Painéis de Azulejos com antigas gravuras da cidade
Árvore de Natal
Árvore de Natal , 33 metros de altura umas das mais altas do País

Dia 2

  • Jardim da Água
  • Hospital Termal  Rainha D.Leonor- Piscina da Rainha
  • Mata Rainha D. Leonor
  • Fábrica e loja Bordallo Pinheiro

O Jardim da Água é uma das maiores obras de arte exterior/urbana em cerâmica em Portugal, da autoria do ceramista Ferreira da Silva. Mistura a água com a cerâmica e o seu tamanho não deixa ninguém indiferente.

O Hospital Termal das Caldas da Rainha localiza-se no largo Rainha D.Leonor e arrisco-me a dizer que é dos locais mais importantes da cidade. Além de ser o hospital em funcionamento mais antigo do mundo, este também tem muita importância na historia da cidade.

Reza a lenda que durante uma viagem, de Óbidos à Batalha, a rainha D. Leonor passou por um local onde várias pessoas do povo se banhavam em águas de odor intenso. A rainha questionou-os, uma vez que os banhos não eram comuns naquele tempo, muito menos em águas de odor acentuado. Responderam-lhe que eram doentes e que aquelas águas tinha poderes curativos. A rainha quis comprovar a veracidade dos poderes das águas e também decidiu banhar-se nelas, uma vez que a própria também era doente.  De acordo com a lenda D.Leonor curou-se e no ano seguinte decidiu erguer naquele lugar um hospital termal com direito a uma piscina privada, a piscina da rainha.

Como ultima sugestão… Não devem sair das Caldas da Rainha sem visitar a loja Bordallo Pinheiro, seja para comprar umas recordações ou simplesmente para apreciar as peças maravilhosas em cerâmica. A marca é tipicamente portuguesa e tem peças muito típicas. No entanto, nota-se que também se tem reinventado ao longo do tempo e vi conjuntos de loiça maravilhosos e actuais, decididamente quando tiver uma casa vou-me perder por lá.

Jardim da Água
Hospital Termal Rainha D. Leonor
Piscina da Rainha
Loja da Fábrica Bordallo Pinheiro

Sugestões de outros locais a visitar nas redondezas:

  • Lagoa de Óbidos
  • Vila de Óbidos
  • Foz do Arelho

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*